Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Condenado a quase 10 anos, Leandro Lehart quebrou o silêncio: ‘maldade não prevalecerá’

Após ser condenado a prisão pelo crime de cárcere privado e estupro, o cantor Leandro Lehart quebrou o silêncio. Pela primeira vez depois da decisão da Justiça, Lehart falou e se defendeu das acusações, afirmando ser vítima de uma “injustiça”.

PUBLICIDADE

Leandro foi denunciado por uma mulher que alega ter sido sexualmente abusada e depois mantida em cárcere dentro de um banheiro. Lehart é apontado como autor do crime e foi condenado a quase 10 anos de prisão.

O cantor é famoso como criador do grupo Art Popular e usou o instagram para publicar uma nota, após a ordem de prisão. O cantor defende que não cometeu os crimes dos quais é acusado e afirma estar sendo vítima.

PUBLICIDADE

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Leandro Lehart (@leandrolehart)

“Estou sendo vítima de uma grande injustiça, mas a verdade vai prevalecer em breve. São 40 anos de carreira e 50 anos de vida acreditando na justiça, e mesmo que ela tarde, ela não falha. E a maldade não prevalecerá nunca. Obrigado por tudo.”, escreveu o cantor.

Ainda na nota assinada por sua equipe de advogados, fica claro que o caso ainda esta na Justiça, onde corre com a determinação de segredo de Justiça. Por conta disso, não se tem maiores informações sobre o caso.

Lehart ficou muito famoso em todo o país como um dos fundadores do Art Popular. O caso continua correndo na Justiça e a defesa do cantor acredita que ele será absolvido nas acusações.