Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Daniel Radcliffe sai em defesa de comunidade LGBT depois de críticas a J.K Rowling, autora dos livros Harry Potter

J.K. Rowling é reconhecida por seu trabalho como autora do livro Harry Potter, uma das séries mais bem sucedidas da história da literatura.

PUBLICIDADE

No passado, a autora já falou em defesa de grupos minoritários como quando defendeu que a personagem Hermione poderia ser negra, ou quando abriu o jogo sobre um dos personagens do livro ser gay.

No entanto, a autora não deixou de ser alvo de críticas ao supostamente ter atacado a comunidade trans pelo twitter. Tudo começou quando a autora comentou um artigo cujo o título se endereçava a “pessoas que menstruam”.

PUBLICIDADE

Rowling ironizou dizendo que já havia uma palavra para essa expressão, “mulheres”. O comentário não foi bem-recebido.

A fonte das críticas foram principalmente três: a de que homens transexuais menstruam, e portanto o artigo se endereçava a eles; a de que mulheres transexuais não menstruam e, portanto, o artigo não se endereçava a elas, embora sejam também mulheres; e também o de que mulheres cis que, por algum algum motivo clínico, não menstruam não são menos mulheres por isso, embora o texto não seja endereçado a elas.

Páginas: 1 2