Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

‘E daí?’: fala de Bolsonaro sobre mortos por covid-19 no Brasil pega mal na internet

  • Roberta R 

Bolsonaro se envolveu em mais uma polêmica depois de sua declaração em entrevista pegar extremamente mal. Questionado por uma jornalista a respeito das mortes no Brasil, que já ultrapassaram o número de mortes da China, o presidente afirmou “e daí? Que que eu faça o que? Lamento”. Claro, não demorou para que as reações começassem a surgir.

PUBLICIDADE

https://www.youtube.com/watch?v=-ezJmEEuGNY

“Eu sou Messias, mas não faço milagre”, completou o Presidente. Bolsonaro ainda isentou o atual ministro da saúde, Nelson Teich, a respeito das mortes e afirmou que as infecções aconteceram há duas semanas atrás. Depois, percebendo a gravidade daquilo que falou, Bolsonaro perguntou se haviam emissoras de TV e rádio ao vivo, sabendo que sim, voltou a tratar do assunto e se declarou solidário as famílias das vítimas.

PUBLICIDADE

Os números da covid-19 são altíssimos. No mundo, mais de 3 milhões de pessoas já se contaminaram , com cerca de 937 mil pessoas recuperadas e 217 mil pessoas mortas. O país mais afetado é os Estados Unidos, com mais de 1 milhão de casos, seguido por Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha. A China tem pouco mais de 88 mil casos em seus números oficiais, enquanto o Brasil soma pouco mais de 73 mil. Ao todo, na China foram 4.633 mortes, enquanto que no Brasil o número se aproxima de 5.100.

Pelo twitter, Flávio e Carlos Bolsonaro defendem o presidente dos que classificam como mentira, difamação e distorção por parte dos inimigos do pai. Por outro lado, membros da oposição e até alguns ex-aliados do presidente manifestaram repúdio as falas de Jair Bolsonaro.

Para o ex-presidente Lula, a fala de Bolsonaro é um sinal de desrespeito as vítimas. Fernando Haddad, Joao Amoedo, Joyce Hasselmann,  Marina Silva, Manuela D’avilla (PCdoB), Alexandre Frota (PSDB), Arthur Do Val (Mamãefalei) (Patriota), Marcelo Freixo (PSOL), Junior Bozella (PSL) e outros integram a lista de personalidades políticas que manifestaram repúdio a fala do presidente Jair Bolsonaro.