Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

É #fake a notícia de que asteroide gigante se chocará com a terra nas próximas semanas

Em meio a pandemia do coronavírus, o mundo inteiro ficou em alerta com um suposto comunicado da Nasa. Segundo notícias que circulam nas redes sociais, um asteroide gigante – de pelo menos 4km de diâmetro – estaria se aproximando a terra e o impacto seria inevitável. A verdade, no entanto, é que o asteroide passará a uma distância segura.

PUBLICIDADE

Segundo dados de uma divisão da NASA, especializada em monitorar a movimentação de objetos espaciais, um asteroide imenso estaria se aproximando da terra, mas o fato não deve causar pânico, já que a distância é segura. Um canal do Asteroid Watch no twitter desmentiu que teria um alerta sobre essa aproximação.

Ainda segundo a publicação, o asteroide, batizado de 1998 OR2, vai passar a cerca de 6,2 milhões de quilômetros da terra no dia 29 de abril. Um dos canais a replicar o suposto alerta foi o Daily Express, também desmentido. A publicação ainda divulgou o link para quem quisesse acompanhar a lista de asteroides que passam perto da terra.

PUBLICIDADE

Segundo o monitoramento de asteroides da Nasa, um asteroide menor se aproxima da terra em rota de colisão. Batizado de Bennu, de 500 metros de diâmetro, esse asteroide deve chegar a terra entre os anos de 2175 e 2196, mas as chances de colisão são relativamente baixas, apesar de atualmente ser a rota do objeto. Segundo estudiosos, as chances de que o Bennu atinja a terra são de 1 em 2,7 mil.

Em tempos de pânico generalizado, é importante espalhar informações corretas, especialmente sobre assuntos tão devastadores quanto asteroides. O Bennu, apesar de ser perigoso, pode fornecer, ainda em 2023, dados importantes aos cientistas. Isso porque uma sonda foi enviada e já entrou na órbita do asteroide. A expectativa é que, em 4 anos, os cientistas possam ter acesso aos dados levantados pela sonda e, com isso, entender um pouco melhor a natureza desse asteroide.