Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

“Ele desacreditou de Deus para sempre” diz filho, sobre a morte de Flávio Migliaccio

  • Roberta R 

A maneira como lidamos com algumas doenças, enquanto sociedade, ainda está muito distante do ideal. Depressão e demais distúrbios mentais talvez sejam os mais prejudicados pelo preconceito de quem escuta falar. Muitas vezes, a doença é tratada como “frescura”, o que não melhora o sentimento da vítima.

PUBLICIDADE

Um dos maiores riscos dessa doença, além da redução vertiginosa da qualidade de vida, esta a elevação dos riscos de suicídio. 2020 tem na lista de pessoas que cometeram suicídio o ator Flávio Migliaccio.

PUBLICIDADE

Aos 85 anos, Migliaccio não via mais motivos para viver e quem dá detalhes da luta e sofrimento do pai é o filho, Marcelo Migliaccio. Essa é uma dor muito pessoal, mas Marcelo encontrou forças para falar um pouco sobre o momento.

Flávio, embora sempre muito alegre aos olhos de quem via, não teve uma vida fácil. Sua dor começou cedo, quando ele relata ter sido vítima de assédio por parte de um padre e depois expulso de um seminário da igreja católica por ter resistido as investidas do abusador. “Desacreditou de Deus para sempre”, conta o filho.

Páginas: 1 2