Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

‘Espero Justiça’: mãe de adolescente morta por amiga, em tiro acidental, presta depoimento

  • Roberta R 

A polícia ainda investiga o caso da morte de uma adolescente em um condomínio de luxo. Para policiais que atenderam ao caso, a amiga da menina confirmou que teria efetuado o disparo acidentalmente depois de deixar a arma cair no chão.

PUBLICIDADE

De acordo com depoimentos da família da adolescente que disparou, a arma pertencia ao pai do namorado dela. O adolescente teria levado a arma para a casa da família para uma possível venda. O pai da adolescente faria uma avaliação da arma.

Ainda de acordo com depoimentos, o rapaz teria ficado com medo de ser pego em uma blitz com a arma no carro e pediu que o sogro ficasse com a arma em casa. Foi esta arma que disparou contra a cabeça de Isabele Guimarães.

PUBLICIDADE

Patrícia Ramos, mãe da adolescente morta, prestou depoimento na Delegacia Especializada do Adolescente. Ela evitou falar com a imprensa. Agora, há a expectativa de que a menina que disparou também seja ouvida.

Em entrevista para uma filial da Rede Globo, Patrícia declarou que espera que seja feita Justiça no caso. Frustrada, ela afirmou que questionou os envolvidos no caso sobre o que teria acontecido, mas “ninguém soube me explicar nada”.

Para o Fantástico, Patrícia revelou que não acredita na versão de tiro acidental. Ela questiona sobre como o tiro acertou exatamente a cabeça de sua filha, em um banheiro, da forma como foi. Emocionada, Patrícia afirmou ‘Espero Justiça’.