Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Ex-prefeito acusado de usar verba pública em motel e casas noturnas é condenado pela Justiça

Rubens Sander Pontarolo, ex-prefeito de Imbituva, Paraná, foi condenado após ser denunciado pelo Ministério Público do estado por uso indevido de verba pública. Segundo a denúncia, Pontarolo chegou a pagar motel e casas noturnas com verba pública.

PUBLICIDADE

A decisão foi do juiz Guilherme Aranda da Vara Criminal de Imbituva e determina que Pontarolo deve cumprir 3 anos e 4 meses de regime aberto, além da perda de direitos políticos por 5 anos. Isso significa que ele não pode voltar a se candidatar por esse período.

O MP-PR apresentou denúncia contra o ex-prefeito depois de ser notificado do suposto desvio de verba. De acordo com a denúncia, foi possível identificar pelo menos sete vezes em que o ex-prefeito fez uso indevido de dinheiro público.

PUBLICIDADE

Sobre a reclusão, Pontarolo fica proibido de sair de casa entre as 22h da noite e as 5 horas da manhã. O ex-prefeito também não pode sair da comarca por mais de 15 dias e deve comparecer em Juízo uma vez por mês para prestar contas das atividades exercidas.

A defesa do prefeito ainda pode recorrer da decisão, de acordo com o Ministério Público do Estado. Os advogados foram procurados pela reportagem do G1, mas não haviam respondido até o fechamento da matéria postada no site.

Pontarolo foi prefeito entre os anos de 2009 e 2010, ainda de acordo com o site do Ministério Público do Paraná. Em 2019, Rubens teve a candidatura cassada quando tentava concorrer a vereador.