Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Fim do mundo: cientista descreve cenários catastróficos e faz importante alerta

Jeff Schlegelmilch é diretor do Centro Nacional de Preparação para Desastres, da Universidade de Columbia, e ele desenvolveu um trabalho em que procura avaliar fenômenos que poderiam resultar no fim do mundo.

PUBLICIDADE

No livro “Rethinking Readiness: a brief guide to twenty-first-century megadisasters”, o diretor descreve tudo que poderia acabar com a raça humana no planeta. Jeff chegou a dar uma entrevista para o blog do Instituto Terra e disse que os riscos podem ser divididos em cinco categorias.

O que ameaça a humanidade são: a mudança climática, guerra nuclear, ameaças cibernéticas, falhas de infraestrutura e também os perigos biológicos, como a atual pandemia que o mundo está atravessando.

PUBLICIDADE

Para Jeff Schlegelmilch, o risco de um megadesastre que poderia acabar com a humanidade é resultado das atitudes do próprio ser humano, que vem priorizando o crescimento a todo custo, sem se preocupar com os riscos.

O pesquisador ainda fez questão de ressaltar que à media que a sociedade vai se desenvolvendo, aumentam os riscos de que hajam desastres em larga escala e as mudanças climáticas são um bom exemplo.

Sobre a pandemia do coronavírus, Jeff Schlegelmilch disse que esta doença terá um impacto enorme na sociedade global e deixará terríveis cicatrizes por muitas gerações, mas deve servir de exemplo para que os governantes evitem futuras pandemias.

Jeff se mostrou preocupado com o surgimento de novas potências nucleares e até mesmo o terrorismo nuclear. Mas o estudioso explicou que nem tudo está perdido, que se for feito algo a partir de agora ainda é possível de evitar muitas futuras tragédias.