Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Flordelis não comparece a depoimento sobre filha adotada sem certidão, defesa pediu nova data

Flordelis ainda é investigada pelo caso da adoção de uma criança sem certidão. A menina foi adotada aos 8 anos, mas não havia documentação legal que provasse que tudo se deu de forma regular. A menina não tinha sequer certidão de nascimento.

PUBLICIDADE

O caso foi exposto pelo Conselho Tutelar, em setembro do ano passado. A menina acabou sendo devolvida a família biológica depois da defesa de Flordelis não conseguir provar por vias legais que a menina estava regularmente adotada.

O Conselho Tutelar também questiona a origem da criança, que foi adotada aos 8 anos depois de ser encontrada vivendo com o avô em situação de rua. Flordelis chegou a prestar esclarecimentos no ano passado, mas esse seria o primeiro depoimento a polícia.

PUBLICIDADE

Em nota, a deputada declarou que havia entrado com processo de adoção em 2014, mas falhou em apresentar documentos da tramitação. O caso está na Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente de Niterói, mas ela faltou ao depoimento.

Ainda na nota, a defesa de Flordelis alega que o caso está demorando para ser resolvido porque os órgãos competentes estão tentando localizar os pais biológicos da adolescente. A defesa afirma que tem documentos que provam a abertura do processo em 2014.

Esse tipo de adoção não é incomum, mas o Conselho Tutelar esclarece que a regularização precisa ser feita. Os responsáveis devem procurar o Conselho Tutelar e notificar sobre a adoção afetiva para dar prosseguimento a adoção legal.