Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Governo está avaliando a reformulação do benefício do auxílio emergencial de R$ 600, diz Paulo Guedes

Nesta quarta-feira, 5 de agosto, o ministro da economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo está avaliando uma reformulação do auxílio emergencial de R$ 600.

PUBLICIDADE

O benefício está sendo pago mensalmente para os trabalhadores informais e desempregados, assim como também os beneficiários do programa do governo Bolsa Família, durante a pandemia do novo coronavírus.

Guedes falou que o governo está estudando a reformulação do auxílio e que quer juntar com a nova criação ainda em projeto, o Renda Brasil, que deve substituir o Bolsa Família.

PUBLICIDADE

Guedes também afirmou que o Brasil ainda vai ter um ou dois meses de dificuldades pela frente. O ministro da Economia conta um pouco sobre o futuro do auxílio, durante uma audiência pública na Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária.

Atualmente, a ideia do governo é de que o auxílio seja prorrogado até o último mês do ano. Entretanto, o valor das próximas parcelas – que seriam do mês de setembro, outubro, novembro e dezembro – deverá ser inferior do que o valor de R$600.

Vale lembrar que até o momento nada foi confirmado, porém é sabido que uma das opções do governo é de pagar R$ 200, caso tenha mais uma prorrogação do auxílio emergencial. Essa não é a primeira vez que o mesmo tenta por esse valor e, até o momento da decisão ser tomada, a quantia da prorrogação do auxílio está indefinida, portanto tal faixa pode aumentar ou diminuir.