Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Governo suspende nomeação de Dante Mantovani para chefia da Funarte depois de repercussão

  • Roberta R 

Há dois meses, Dante Mantovani foi dispensado do cargo de chefe da Fundação Nacional das Artes, a Funarte, quando Regina Duarte assumiu a secretária especial da cultura em meio a muita repercussão e polêmica. Mantovani já havia sido duramente criticado por uma declaração polêmica, confusa e sem base, na qual fez uma associação direta entre rock, drogas, aborto e satanismo.

PUBLICIDADE

A nova nomeação de Mantovani ao cargo aconteceu na madrugada do dia 5, em portaria publicada no Diário Oficial. A nomeação, no entanto, não durou nem um dia completo já que uma nova portaria do Diário Oficial o demitiu novamente. A decisão foi assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto.

Mantovani foi um dos nomes demitidos por Regina Duarte quando assumiu o caro. Roberto Alvim, antecessor de Duarte no cargo, havia indicado Mantovani como chefe da Funarte. Ambos os nomes são envolvidos em polêmicas, principalmente por declarações dadas publicamente. Além da associação já mencionada entre aborto, drogas, rock e satanismo, Mantovani já tinha chamado a atenção quando polêmicos vídeos foram divulgados. Em gravações não recentes, Mantovani afirmou, por exemplo, que soviéticos se infiltraram na CIA para distribuir drogas em festivais, como o Woodstock, em 69. Em outra ocasião, Mantovani traçou críticas aos artistas representantes do sertanejo universitário.

PUBLICIDADE

Roberto Alvim, por sua vez, foi alvo de críticas e acabou demitido depois de anunciar uma premiação cultural com referências ao nazismo. O discurso feito por Alvim ao longo do vídeo gerou muitas comparações ao discurso feito por Joseph Goebbels, que foi um ministro de Propaganda da Alemanha nazista. A reação foi imediata, tanto em setores civis quanto políticos. O vídeo custou o cargo e sua sucessora, Regina Duarte, demitiu outros que haviam sido nomeados por Alvim, inclusive Mantovani.

Em entrevista a CNN, Mantovani se mostrou surpreso com a suspensão de sua nomeação e afirmou não saber o porque da nova portaria. No entanto, afirmou que não fica chateado porque entende que são coisas que podem acontecer no mundo da política.