Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Guru denunciado por abuso sexual em reuniões em seitas recebe castigo da justiça

O ministério público denunciou o guru espiritual, Pedro Ícaro de Medeiros, de praticar vários abusos físicos, psicológicos e também sexuais, durante as reuniões de uma seita. Na região, o guru e líder espiritual é conhecido como ‘Ikky’.

PUBLICIDADE

A justiça do Ceará acabou de aceitar a denúncia, porém, o juiz recusou a prisão preventiva do mesmo.

De acordo com informações divulgadas pelo ministério público, eles irão recorrer o pedido negado da prisão preventiva.

PUBLICIDADE

O caso foi revelado pelo programa Fantástico, da rede Globo, o qual foi exibido no dia 19 de julho. Dias após a reportagem, Pedro Ícaro foi denunciado, na sexta-feira dia 24 de julho.

O ministério público, MPCE, denunciou o mesmo por charlatanismo, crime sexual, por tentar controlar o comportamento sexual e social da vítima, e ainda foi acusado de curandeirismo e fraude. O guru e líder espiritual, nega todas as acusações feitas sobre ele.

De acordo com as denúncias dos praticantes da comunidade Afogo, os crimes ocorreram nos anos de 2018 e 2019.

Os mesmos são jovens, cerca de vinte anos, onde acusam o criador da comunidade de abusos físicos, sexuais e psicológicos. Os crimes ocorreram em Fortaleza.

A defesa do acusado, relatou que ainda não sabe muito do processo, onde apenas se sabe, de algumas denúncias feitas pelos usuários da comunidade. O advogado, Klaus Borges, relatou que no início do processo, irá juntar mais provas para que nenhuma das acusações sobre seu cliente sejam sustentadas.