Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Homem acaba morto depois de reclamar de som alto na casa de seu vizinho

Na madrugada da última quinta-feira (16), Jurandir Silva de Mello, de 35 anos, foi morto na porta de sua casa, na Avenida Arthur Antônio Sendas, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

PUBLICIDADE

De acordo com os parentes de Jurandir, o suspeito era filho do vizinho deles, o homem foi até a casa de Jurandir após ele ter reclamado ao pai do suspeito a respeito do barulho do som.

A irmã de Jurandir falou do que aconteceu no Facebook. O pai do homem que está sendo apontado como autor do assassinato teria colocado as caixas de som viradas para o lado da casa de Jurandir. Quando o vizinho reclamou do barulho excessivo, foi ameaçado com uma faca.

PUBLICIDADE

A mulher descreveu que esse homem chamou Jurandir de “macaco”. Em seguida, muitas pessoas estavam na porta de sua casa gritando, e o irmão foi ao portão para ver o que estava acontecendo. Então encontrou o filho do seu vizinho, com quem havia discutido, armado. Ele teria disparado contra Jurandir.

A esposa de falecido saiu para ver o que estava acontecendo e o viu caído no chão, pediu socorro, mas teve que sair correndo porque foi ameaçada pelo homem. Quando virou as costas para sair do local, ouviu mais disparos. Jurandir morreu no local.

A delegacia de homicídios está investigando o caso. A Polícia Civil está ouvindo testemunhas e apurando as circunstâncias do ocorrido.

A esposa de Jurandir postou no Facebook um desabafo, dizendo que nada irá trazer seu esposo de volta e questiona que mundo é esse onde quem reclama de um som alto é que está errado, ninguém resolve mais nada na conversa, mas sabe que quem fez isso vai pagar, diz que tem certeza que vai.

Em um trecho da mensagem, ela dizia que amava muito seu esposo e iria até o fim, até que a morte os separasse. E finalizou dizendo que espera encontrá-lo na eternidade.