Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Homem é preso após denúncias de fraude por pintar feijão de verde para vende-lo mais caro

  • Roberta R 

A polícia do Rio de Janeiro prendeu um homem de 43 anos acusado de fraudar feijões para venda. Segundo a denúncia, ele tingia feijões fradinho de verde para cobrar mais caro dos clientes.

PUBLICIDADE

Isso porque o feijão de corda, que tem cor verde, é comercializado mais caro do que o feijão fradinho.

Segundo a cotação, o feijao deveria ser vendido por algo em torno de R$6,50; enquanto o feijão de corda tem preço médio de R$27,50. O caso foi descoberto após a Polícia Civil receber denúncias anônimas.

PUBLICIDADE

Segundo informações da Polícia Civil, o homem admitiu o esquema criminoso e revelou que atuava em São João de Meriti, de segunda a sexta,  já nos fins de semana, ele viajava para o interior do estado e aplicava o golpe em São Gonçalo.Ainda segundo a polícia, o homem é natural do Rio Grande do Sul e revelou ter aprendido o golpe durante passagem por São Paulo. O homem deve responder por crime contra a relação de consumo. A identidade do homem não foi revelada.

A polícia conseguiu localizar a “fábrica” onde funcionava a adulteração e o local foi interditado. Ainda sobre a adulteração, não foi informado qual era o tipo de corante usado no golpe e se existe algum risco à saúde para quem consumiu.

A “fábrica” ficava no bairro do Gamboa, na capital do Estado, enquanto o homem aplicava o golpe na Baixada e no interior.