Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Jornalistas do ‘Cidade Alerta’ estão sendo investigados após morte de homem apontado pelo programa como suspeito de crime

Na segunda-feira (13), Alécio Ferreira Dias, de 41 anos, foi morto com 7 tiros, no bairro onde morava, depois de ter sido apontado como suspeito pela suposta morte de Priscila Martins, uma jovem de 18 anos que está desaparecida. O caso foi noticiado pelo “Cidade Alerta”, da rede Record.

PUBLICIDADE

Durante o programa, a repórter Lorena Coutinho chega a afirmar que a polícia já tinha certeza que Alécio seria o responsável pelo crime. O programa não cita o nome dele, mas mostra uma foto embaçada, afirmando que existe “99,9% de certeza” de que ele teria cometido o crime.

De acordo com informações levantadas pelo jornal Folha de São Paulo, o homem apontado como suspeito pela morte de Priscila Martins, na verdade, pode não ter sido considerado suspeito pela polícia. A matéria da Folha indica algumas inconsistências da versão do Cidade Alerta.

PUBLICIDADE

Em primeiro lugar, Priscila Martins está oficialmente desaparecida. Um corpo foi encontrado carbonizado em um terreno e a polícia espera resultado de teste de DNA para descobrir se pertence a jovem, que sumiu com 18 anos.

Páginas: 1 2