Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Livro revela detalhes impressionantes do corpo de Michael Jackson e o caracteriza como um homem triste e em constante sofrimento

Michael Jackson morreu aos 50 anos por uma overdose de anestésico cirúrgico, no dia 25 de junho de 2009. Michael tinha um problema dermatológico e infecções nos pés, ele era envergonhado pela aparência, e não permitia que um especialista o examinasse, pois havia muitas cicatrizes e manchas pelo corpo, resultado de maquiagem definitiva que ele realizava para esconder essas imperfeições.

PUBLICIDADE

O livro também registra que até no couro cabeludo havia cicatrizes, eram disfarçadas por apliques, por isso ele usava cabelo comprido. O livro relata que Michael Jackson era anoréxico, ele só fazia uma refeição durante o dia e era um homem paranoico, pensava que as pessoas estavam fazendo um complô para levá-lo à falência.

Dylan Howard, escritor da obra, foi acusado de falta de ética. O livro deve ser lido com certa reserva, mas é possível ver através de todas as histórias contadas, que Michael Jackson era ‘infeliz’.

PUBLICIDADE

Dylan em seu livro diz que a pele dos pés de Michael estava sendo ‘comida’ por infecções, ele sentia uma intensa dor devido a várias coisas que tinha, se sentia envergonhado pela sua aparência repugnante e não queria buscar ajuda. Michael morreu aos 50 anos por overdose, devido a dor que sentia, ele fazia uso de anestésico cirúrgico.

Páginas: 1 2