Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Luana Borba, apresentadora do Jornal Nacional, foi diagnosticada com coronavírus

  • Roberta R 

De janeiro a meados de março, a Rede Globo manteve o rodízio de apresentadores no Jornal Nacional, repetindo uma ideia que deu certo no ano passado. A proposta era permitir que vários jornalistas, de todas as capitais do país, pudessem compor a mesa de um dos telejornais mais cobiçados do país. Com a pandemia do novo coronavírus, a emissora recuou na proposta.

PUBLICIDADE

A medida parece ter sido a mais acertada e cautelosa, especialmente agora que o vírus avança. Luana Borba, uma das jornalistas que compôs a bancada do Jornal Nacional, foi diagnosticada com covid-19 e esta afastada de suas funções. Apenas a recuperação da doença dura geralmente, em média, 14 dias. A notícia vem sendo veiculada agora, mas Luana e seu marido, Rodrigo Motta, já superaram a doença, segundo informou em publicação no instagram.

PUBLICIDADE

Borba é famosa no estado do Amazonas por comandar o JAM2, um dos princípais telejornais da região, onde trabalha tanto como âncora quanto como editora-chefe. No Jornal Nacional, Luana esteve presente pela última vez em 15 de fevereiro. Ainda no instagram, Borba deu detalhes de como foi o diagnóstico e tranquilizou seguidores, família e amigos.

O casal afirmou que não teve sintomas graves e que procurou médicos logo que começaram a sentir sintomas leves. “Não temos do que reclamar”, afirma Rodrigo, ressaltando que os dois se recuperam bem. Os dois informaram que testaram positivo para a doença mas que não precisaram de intervenção hospitalar e cumprem quarentena domiciliar.

O estado do Amazonas pode ser um dos mais atingidos pelo novo coronavírus, embora os números oficiais não apontem. Isso porque o estado é um dos maiores em casos subnotificados, enquanto a capital Manaus vive um colapso da rede de saúde e funerária que indicam que o número de fatalidades esta acima da média registrada nos últimos anos. Os números reais, portanto, podem surpreender.