Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Lugar errado na hora errada: influencer é morta com quase 80 tiros na casa do namorado

  • Roberta R 

Um crime brutal na cidade de Araricá, na Região Metropolitana de Porto Alegre, deixou a todos sensibilizados na região. O caso ganhou notoriedade depois de ser veiculado em canais locais, mas também pela forma brutal como aconteceu. O casal, Adair Brizola da Silva, de 31 anos, e Karuel Quendi da Silva Barbosa, de 25, foi morto com 79 tiros.

PUBLICIDADE

Fernando Branco, delegado responsável pelo caso, afirmou que uma análise preliminar aponta para um crime com envolvimento no tráfico de drogas, visto que a maioria dos tiros foram disparados contra os rostos e troncos das duas vítimas. A polícia acredita ainda que Karuel não era o alvo dos criminosos.

Branco confirmou que Adair possui antecedentes criminais e a principal hipótese da polícia é que o crime tenha sido motivado por acerto de contas. A morte de Quendi, a princípio, vem sendo tratada como colateral, ou seja, não há indícios de que ela tenha qualquer envolvimento com crime, mas estava “no lugar errado”.

PUBLICIDADE

A polícia foi capaz de identificar que pelo menos 4 armas foram usadas no crime, um fuzil 556, uma espingarda de 12 calibres e duas pistolas, de 9 e 40 milimetros. Aldaria já havia sido preso anteriormente em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. A polícia acredita que, pela natureza violenta do crime, se trate de execução e não alguma tentativa de roubo.

Karel Quendi estava apenas visitando o namorado, já que ainda morava com os pais. A família confirmou que os dois estavam juntos há 3 anos e negou que a jovem tenha algum envolvimento com o crime. “A filha que qualquer pai queria ter”, afirmou o pai de Quendi, destacando ainda que nunca tiveram nenhuma briga e que o relacionamento dela com a família era ótimo. A jovem trabalhava como garçonete em um restaurante da região e também como modelo e digital influencer.