Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Mãe de adolescente atropelado por Bruno Krupp fala sobre últimos momentos do filho: ‘falou que me amava’

O último dia 30 de julho se tornou uma data traumática para a família do adolescente João Gabriel Cardim Guimarães. O garoto, que tinha 16 anos, teve a vida interrompida após ser atropelado por uma moto em alta velocidade.

PUBLICIDADE

O caso ganhou grande repercussão nacional depois que foi revelada a identidade do piloto da moto. Bruno Krupp é modelo e fazia sucesso nas redes sociais, ele pilotava sem carteira de habilitação e a moto estava sem placa.

Pela primeira vez, a mãe de João Gabriel aceitou falar com uma equipe de jornalismo e gravou entrevista para o Fantástico. Na entrevista, ela revelou como foram os últimos momentos de vida do filho.

PUBLICIDADE

Eu e ele deitados na pista. Eu falei que amava, ele falou que me amava também”, lembrou a mãe do adolescente. João foi atingido com tanta violência que uma de suas pernas chegou a ser amputada pelo impacto da moto.

O menino foi socorrido e levado as pressas ao hospital, mas não resistiu. Krupp também chegou a ser levado ao hospital, onde ficou por alguns dias, mas já recebeu alta e foi preso. Ele deve responder por homicídio.

Essa não é a primeira vez que o modelo se envolve com problemas com a Justiça. Foi revelado, após a repercussão do caso, que Krupp também é investigado por crimes de estelionato e estupro. Os casos não tem relação entre si, mas são investigados pela polícia.