Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Mãe de Isis Helena é a principal suspeita do desaparecimento da menina

Um dos casos que parou o Brasil é o da pequena Isis Helena, que com apenas 1 ano e 10 meses está desaparecida. Ainda não se sabe muito sobre o caso que ajude a achar a criança.

PUBLICIDADE

Apesar de ainda não haver corpo, quanto mais tempo passa, menos chance se tem de encontrar a criança com vida, isso porque se ela foi abandonada em algum lugar, não tem defesa alguma.

A pequena Isis desapareceu no último dia 2 de março, e segundo informações da polícia, a principal suspeita do desaparecimento é a própria mãe da criança.

PUBLICIDADE

A criança é especial, isso porque a mãe de Isis entrou em trabalho de parto prematuramente, e a pequena nasceu com microcefalia.

O depoimento de Jenifer, mãe de Isis, diz que ela teria deixado a menina com seus avós e quando retornou não a encontrou.

Isis é dependente de medicamentos controlados, e o que leva a polícia a pensar que Jenifer é a suspeita são alguns fatos que passaram despercebidos em primeiro momento.

Primeiramente, não ficou claro o motivo pelo qual a mãe teria deixado Isis, com a saúde debilitada, com um senhor de 90 anos que também é doente. Os pais de Jenifer chegaram a acusar a própria filha de negligência, isso porque o avô dela, com quem ela deixou a criança, sofre de Alzheimer, e é totalmente incapacitado de cuidar da pequena.

Segundo informações de conhecidos e vizinhos, Jenifer não aceitava o fato da filha ser doente e não cuidava bem da menina, e no dia anterior ao desaparecimento, Jenifer teria dado um medicamento para a filha que passou mal, porém a filha faz uso do ‘Gadernal’ e o outro medicamento não era indicado para a menina, que constantemente tinha convulsões.