Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

‘Melhor presente’, policial que fez parto da própria filha no dia dos namorados se emociona

Clarice vai ter uma história e tanto para contar para o resto da vida, que acabou de começar. A menina surpreendeu os pais na madrugada do dia dos namorados e logo o casal percebeu que não daria tempo de chegar no hospital.

PUBLICIDADE

Ricardo Vilaverde, escrivão da Polícia Civil, conta que a esposa, Priscila Vilaverde, estava de 38 semanas e que os dois não esperavam que tudo fosse acontecer tão rápido. Priscila começou a ter contrações e Ricardo precisou ajudar a esposa.

Ricardo conta que ligou para a médica que vinha acompanhando a gravidez, mas que não deu tempo de se deslocar ao hospital. O novo papai conta que a esposa não dava nenhum sinal de que entraria em trabalho de parto.

PUBLICIDADE

O casal acionou o atendimento do Samu e os socorristas fizeram o corte do cordão umbilical para conduzir mãe e bebe para o hospital. As duas passaram por exames, mas passam bem e logo terão alta.

Ricardo conta ainda que a esposa brincou durante a gravidez sobre fazer o parto em casa, mas que eles não imaginavam que acabariam passando por isso. “A gente tem que ter cuidado com o deseja”, falou brincando.

PARTOS EM PANDEMIA

Ainda não há um balanço oficial de quantos bebês nasceram no Brasil em meio à pandemia, mas certamente os números são grandes e essas crianças vão ter muita história para contar.A gravidez em tempo de coronavírus impõe cuidados novos.

Especialmente se a mãe sofre de alguma comorbidade, é necessário cuidado extra para garantir que ambos, mamãe e bebê, vão passar por essa situação sem complicações, apenas com motivos para sorrir.

Ao redor do Brasil, muitas mulheres têm enfrentado dificuldade para receber atendimento nas regiões mais afetadas pelo covid-19. É preciso estar bastante consciente dos recursos que se tem a disposição e se cuidar. Converse com seu médico sobre todas as dúvidas que você tiver.