Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Motorista de ônibus morre após sofrer agressão de passageiros que se recusaram a usar máscaras

O caso do motorista que morreu cinco dias após ser agredido por dois homens que se recusaram a usar a máscara de proteção para entrar no ônibus em que ele dirigia está causando revolta popular.

PUBLICIDADE

O ocorrido serve de alerta para que as pessoas repensem suas atitudes e busquem obedecer as orientações dos órgãos de saúde, para que o coronavírus seja superado o quanto antes e mais vidas sejam poupadas.

Desde que a pandemia alcançou todos os países do globo, as autoridades competentes têm buscado meios de vencer e acabar com o alastramento do vírus. Já são milhares de famílias enlutadas e destruídas com a perda de parentes e entes queridos por conta da infecção de covid-19.

PUBLICIDADE

No mundo todo, mais de 560 mil pessoas morreram após contrairem o novo coronavírus. Por conta disso, a Organização Mundial da Saúde estabeleceu que todos os países protocolassem a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção nas saídas dos habitantes de suas residências, as quais devem ser feitas somente em raros momentos que sejam realmente necessários.

Por resistirem em usar o item e por não concordarem em não poderem entrar no ônibus sem a máscara, dois homens agrediram brutalmente o motorista francês Philippe Monguillot, no último domingo (05).

Páginas: 1 2