Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Mulher que fez marmitas suspeitas de matar moradores de rua vem a público e faz revelação

Recentemente, mulher que fez marmitas e deu para os moradores de rua, os quais vieram a falecer depois da refeição, deu o seu depoimento à polícia, na quarta-feira, dia 22 de julho. Além dos moradores de rua, outros dois adolescentes comeram o alimento e passaram mal, eles estão internados.

PUBLICIDADE

Em seu depoimento, a mulher conta que, além dos moradores de rua, sua família também ingeriu a comida, porém, não passaram mal. O caso aconteceu na última terça-feira, dia 21 de julho, no município de Itapevi (SP).

A comida já foi apreendida pelo policiais, a qual passará por investigação para saber se foi envenenada ou estragada. Os corpos das vítimas também passam por investigação, bem como os sobreviventes.

PUBLICIDADE

Os dois moradores de rua, José Luiz de Araújo, de 61 anos, e Vagner Aparecido Gouveia, de 37 anos, faleceram na noite da última terça-feira (21).

O cachorro que estava com eles também veio a óbito. O caso aconteceu em município da Grande São Paulo.

Um comerciante passava pelo local no momento das doações da comida e acabou levando uma marmita ganhada para a casa.

Ele entregou para o filho, de 11 anos de idade, e a mulher, de 17 anos. Após os dois adolescentes comerem o alimento, eles passaram mal e foram internados em estado grave.

De acordo com os policias, a mulher que entregou as marmitas se apresentou espontaneamente à delegacia, depois de ver o seu carro nas imagens divulgadas na TV pela investigação.

Segundo testemunhas no local, as quais socorrerão os moradores de rua, os mesmos pediram ajuda após sentirem dores de barriga.