Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Novo coronavírus pode existir há 70 anos entre os morcegos, mas só agora infectou o ser humano, diz estudo

Cientistas do mundo todo estão trabalhando em conjunto para tentarem descobrir qual é a origem do novo coronavírus (Sars CoV-2), que infectou as primeiras pessoas na China e em pouco tempo já estava presente em todo planeta.

PUBLICIDADE

A edição mais recente da revista Nature Microbiology, divulgou um estudo que mostra que a linhagem do vírus causador da Covid-19 pode existir há várias décadas, mas que antes circulava apenas entre os morcegos.

Esta pesquisa contou com cientistas da Bélgica, Estados Unidos, China e também do Reino Unido. Esse grupo procurou recriar a ‘árvore genealógica’ do coronavírus e assim voltar no tempo até chegar onde tudo teria começado.

PUBLICIDADE

A maior dificuldade para os cientistas é que entre os vírus existe uma troca muito fácil de material genético e isso dificulta o estudo. Outra questão importante é que regiões diferentes do planeta acabam contando com vírus diferentes, segundo informou Maciej F. Boni, que é um dos principais autores desse estudo.

Os cientistas envolvidos neste projeto acreditam que o morcego pode ter transmitido o novo coronavírus diretamente para os humanos, mas não descartaram que isto possa ter acontecido através dos pangolins.

Os vírus de RNA, que é o caso desse novo coronavírus, possuem uma alta competência no que diz respeito a ‘trocar de espécie hospedeira’, os cientistas explicaram que eles sofrem uma seleção natural e vão ganhando força para infectarem as células hospedeiras com grande eficiência.