Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Pai matou filho para não precisar pagar pensão alimentícia

O caso a seguir chocou não somente os familiares da criança que acabou sendo assassinada pelo próprio pai, mas também toda uma rede de pessoas que acompanhavam o desfecho do caso.

PUBLICIDADE

Quando a família anunciou o desaparecimento do garoto, não passava em mente que ele poderia estar morto, cogitavam apenas em achá-lo vivo, o que infelizmente não aconteceu. A família passou dias tentando encontrar o menino, que depois de um tempo de procura foi encontrado enterrado na areia da praia.

Logo, o pai do menino foi indicado como o principal suspeito. O pai, Robson a princípio alegava ser inocente, ele chegou a publicar uma imagem de luto em uma de suas redes sociais. Segundo a polícia, em todos os depoimentos prestados por Robson, suas explicações eram falhas e não faziam sentido, tanto quanto seu álibi, onde constava que ele esteve com o filho na escola onde ele estudava.

PUBLICIDADE

O pai chegou a dizer que o menino morreu afogado no mar, e com o desespero de perder o filho, acabou o enterrando na areia, com medo de acabar sendo o culpado da morte do garoto.

Depois da polícia muito pressiona-lo e mostrar provas concretas de que ele havia cometido o crime, Robson confessou o que fez contra o próprio filho. Consoante as declarações, o advogado do criminoso conta que a morte da criança foi acidental.

Muito se especula que o  motivo do homicídio se baseia em uma pensão alimentícia no valor de R$280,00, valor este que teria sido  determinado pela justiça, para que assim, o pai biológico pudesse ajudar nos gastos com o garoto de apenas 13 anos.

Na internet os usuários estão indignados com a atitude deste pai, e por partes deles há também muitas mensagens de consolo para a família que passa por este momento complicado.