Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Raul Gil segue internado na UTI após cirurgia para retirada de líquido dos pulmões

  • Roberta R 

Aos 82, o apresentador Raul Gil segue internado no Hospital Albert Einstein após procedimento delicado. O apresentador precisou se submeter a uma cirurgia de remoção de líquido do pulmão e agora se recupera, em estado estável. As informações foram confirmadas por Raul Gil Jr., filho do apresentador. Espera-se que o apresentador seja transferido para um quarto até segunda-feira.

PUBLICIDADE

O procedimento clínico foi necessário em decorrência de um acidente doméstico evolvendo o apresentador. Segundo informações confirmadas pela família, Raul Gil caiu de uma escada e sofreu perfurações no pulmão. Semanas atrás, ele havia sido internado para tratar das fraturas e deslocamento de algumas costelas, por conta do tombo. Agora, médicos descobriram líquido no pulmão do apresentador, o que confirma que as costelas provavelmente perfuraram o pulmão do apresentador na época.

PUBLICIDADE

Raul Gil esta internado em uma ala do hospital afastada do espaço dedicado a pacientes do novo coronavírus. Segundo informações de Raul Gil Jr., o pai já havia realizado testes para o covid-19 e os resultados foram negativos. A preocupação existe, especialmente pela idade já avançada e o fato de estar tendo problemas com o pulmão, em decorrência da queda.

Antes dos problemas de saúde motivados pela queda, Raul Gil já estava afastado do SBT como medida de proteção contra o novo coronavírus. A emissora, assim como outras do país, tem adotado medidas para proteger seu corpo de profissionais, que inclui afastar temporariamente (e algumas demissões também, em alguns casos) profissionais que integram o chamado grupo de risco.

A emissora de Silvio Santos vem mantendo um rigor sobre essa questão no que diz respeito a exposição de funcionários do grupo de risco. Outros nomes já foram afastado, como é o caso de Carlos Nascimento, âncora conceituado. O próprio Silvio Santos também já não circula mais pelas dependências da emissora, por integrar também o grupo de risco.