Pular para o conteúdo
PUBLICIDADE

Técnico de enfermagem morre com COVID-19 aos 22 anos; ‘A gripezinha levou meu filho’, desabafou a mãe

Em decorrência da Covid-19, mais de 660 mil pessoas perderam suas vidas em diversos países pelo mundo todo, somente aqui no Brasil, esse número chega a mais de 88 mil mortes.

PUBLICIDADE

Fora isso, a rotina de vida da população em geral mudou drasticamente, hoje ninguém pode, nem deve sair às ruas sem estar usando corretamente a máscara de proteção, e também não pode ficar próximo de outras pessoas, o distanciamento físico de 1,5 metro tem que ser respeitado, segundo a OMS.

Mesmo colocando em prática essas medidas de enfrentamento ao coronavírus, o Brasil se tornou o 2º país com o maior número de vítimas e infectados, ficando atrás apenas dos EUA. Entre esse número alarmante de vítimas no Brasil, está o Técnico em Enfermagem, Klediston Kelps, de apenas 22 anos de idade, que faleceu no sábado, 25 de julho, após contrair o coronavírus, em Mato Grosso.

PUBLICIDADE

O jovem trabalhava na UPA de sua cidade, contraiu o vírus em junho, seu estado de saúde piorou e precisou ser internado em um leito de UTI em 18 de julho, falecendo 7 dias depois.

Klediston Kelps de 22 anos morreu de Covid-19 em Mato Grosso Foto Facebook

A mãe do profissional da saúde, vítima da covid-19, está inconformada com a perda inesperada e precoce do filho, e fez um desabafo em sua rede social.

Ela citou essa frase abaixo porque ouviu o presidente minimizar a gravidade da doença em de seus discursos, dizendo que a covid-19 era apenas uma ‘gripezinha’.